Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

Diário de Missão: Visita a Tete - Fingoé Missão de Fronteira
Sábado, 06 Maio 2017 17:11

IMG 20170427 WA000024 de Abril, segunda-feira, partida para Tete

Viajo de avião de Lichinga para Tete, com padre Carlo Biella. Chegamos à 1 hora da tarde. Estavam à nossa espera os padres Franco Gioda e Leonel Toledo. À tarde fazemos algumas compras e prepara-se a viagem para o dia seguinte.

 25 de Abril, terça-feira, chegada a Fingoè

Deixámos Tete bem cedo e rumámos em direcção a Fingòe. Fazemos uma breve paragem na paróquia de Mavuzi-Ponte e Mange. Ao atravessarmos o rio Capoche entramos no distrito da Marávia e no território da Paróquia de Nossa Senhora da Consolata de Fingoè. O Pe Carlo desce o carro e pisa pela primeira vez o vasto território missionário onde irá trabalhar. A recebermos em Fingoè está o padre Jacinto Mwallongo. Depois do almoço, reúno-me com esta renovada comunidade IMC.IMG 20170425 WA0001

26 de Abril, quarta-Feira: Visita à Paróquia de Uncanha-Nyamawende

Partimos cedo para Nyamawende, com os padres Gioda, Leonel e Carlos. Este começa a conhecer o vasto território das 3 missões de que será pároco. O Padre Jacinto fica em Fingoè a cuidar dos trabalhos e do andamento da Paróquia.
Fico com o padre Carlos em Nyamawende para a celebração da Missa, enquanto os padres Franco e Leonel foram celebrar a Eucaristia em Ulendo e Songeia. Apresento o padre Carlos à comunidade cristã de Nyamawende e ele preside à Santa Missa usando já a língua chichewa.

IMG 20170426 WA000027 de Abril, quinta-feira: Viagem para Zumbo
Logo de manhã visitamos a Missão de Uncanha onde pudemos constatar que procedem a bom ritmo os trabalhos de recuperação da residência missionária com vista à instalação do catequistado para a formação de catequistas e animadores das 3 missões confiadas ao IMC. Viajámos bem até Zumbo (180km). Pelo caminho parámos em várias aldeias para saudar os cristãos, deixar avisos e distribuir conselhos. Chegámos à tardinha a Zumbo, onde um grupo de mães já tinha tudo preparado para nos acolher na casa da Paróquia. IMG 20170427 WA0004

Depois do almoço, com os padres Leonel e Carlos, de barco, subimos o rio Zambeze e fomos conhecer a vila da Feira, na Zâmbia.

O caudal do rio Zambeze neste período do ano inunda ambas as margens. Extraordinária a visão que temos do rio a dividir duas montanhas. De um lado a Zâmbia e do outro o Zimbabué. Pode ainda divisar-se um afluente do Zambeze, o rio Aruangua, que divide Moçambique da Zâmbia.

Forma-se ali um delta tropical rochoso muito bonito, com a vila de Zumbo de um lado e do outro a vila da Feira (Zâmbia). Feira é uma vila comercial onde se encontra e se vende quase tudo e onde os moçambicanos, atravessando o rio se deslocam diariamente para vender e comprar um pouco de tudo. Depois da visita, regressámos de noite a Zumbo para a celebração da Missa.

IMG 20170428 WA000128 de Abril, sexta-feira: Visita e Missa em Zumbo, Bawa e Kaembua

Logo de manhã o Padre Leonel apanha o barco que o levou até à aldeia de Bawa, da outra margem do rio Zambeze. Nesta comunidade católica, pertencente à distante Missão de Mukumbura, celebrou a Eucaristia, como tem sido habitual nas suas visitas ao Zumbo. Padre Franco foi visitar e celebrar a Missa numa nova comunidade que acaba de nascer nas imediações de Zumbo. Eu fico com o padre Carlos no Zumbo e celebramos a Missa para comunidade local. O padre Carlos foi apresentado como novo pároco.

29 de Abril, sábado: Regresso a Fingoè

Bem cedo deixamos Zumbo rumo a Fingoè. Parámos em Zambwe, sede da área pastoral, onde verificámos os trabalhos de construção da casa de acolhimento para os missionários. Continuámos viagem até Nyamawende onde almoçámos. Depois da verificação dos trabalhos e das recomendações dadas ao animador, parte-se para Fingoè. Chegámos à tardinha. O Padre Leonel começa a acusar sintomas de malária.Escolinha

IMG 20170502 WA000130 de Abril, Domingo: Fingoè Depois da Missa, em procissão dirigimo-nos para a escolinha da paróquia para a sua bênção. O edifício é ainda precário e provisório mas a escolinha é uma realidade viva e com futuro. Iniciou no passado 1 de Março e é frequentada por 60 crianças. Padre Mweallongo com a ajuda de 2 monitoras conduz com sabedoria e boa vontade esta importante obra de promoção humana. À noite celebramos com as Irmãs Aida, Carlota, Otília e Francisca. Fingoè já tem uma comunidade de Irmãs. Desde o início deste ano as Irmãs Franciscanas Hospitaleiras do Imaculado Coração, presentes em diferentes dioceses de Moçambique desde 1918, decidiram iniciar a sua presença em Tete, e em Fingoè. O que parecia impossível, tornou-se uma feliz realidade em pouco tempo.

À tarde a paróquia enche-se de crianças e adolescentes para estudar, brincar e rezar. Padre Mwallongo dedica alma e coração à formação da juventude. Missa solene em Fingoè com a apresentação do novo pároco que preside à Eucaristia. Hoje padre Carlos celebra 50 anos de vida. Verifiquei um aumento do número de fiéis. A igreja começa a ser pequena para caberem todos.IMG 20170430 WA0007

1 de Maio, segunda-feira: Aprovação do Plano de Acção Pastoral

Feriado e dia do trabalhador, é aqui um dia como os outros. O Padre Leonel continua com malária, assistido pelo padre Carlos, bom enfermeiro. Uma retroescavadora continua o trabalho de nivelamento do tereno onde se edificará o lar paroquial para acolhimento dos alunos das aldeias mais distantes que frequentam a escola secundária de Fingoè. À noite, com a comunidade cristã, iniciamos o mês de Maria.

2 de Maio, terça-feira: Reunião comunitária e programação pastoral

Dedicamos o último dia na nossa visita à realização do encontro comunitário. Programam-se os próximos meses e verificam-se as actividades a realizar, na pastoral – conselhos paroquiais, catequistado de Uncanha, animação vocacional, movimento dos leigos da Consolta – e nos trabalhos de construção – Lar masculino, residência missionária e outras construções em curso.
FingoéÀ tarde, reunião dos padres com as irmãs. Tratou-se da primeira reunião da nova equipa missionária. As irmãs Franciscanas Hospitaleiras manifestaram a sua disponibilidade em colaborar activamente na pastoral em Fingoè e nas outras duas missões. Além do trabalho pastoral, insistiu-se na necessidade de haver encontros de oração, reflexão e convívio.

3 de Maio, quarta-feira: Viagem para Tete

Acompanhado pelos padres Franco e Carlos, viajo para Tete, fraternamente recebidos por Dom Inácio. Enquanto eles aproveitam o tempo para fazer compras e fazer a manutenção do carro, preparo esta crónica. À noite celebramos a Eucaristia recordando o 5º aniversário da morte do padre Valentim Camale e rezamos pela sua alma.

P.Diamantino Antunes

Actualizado em Sábado, 06 Maio 2017 19:14