user02_VILANKULO

Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

Agregada a esta casa existe a missão de Mapinhane, a 50 kms de Vilanculos, assistida pelos Missionários da Consolata.
Nesta casa desenvolve-se um trabalho muito significativo com os jovens universitários e do secundário. Com a abertura da biblioteca e posteriormente com aulas de explicações das diversas disciplinas, aulas de informática e noutro âmbito aulas de guitarra, os jovens de Vilanculos encontraram ali um centro onde podiam recorrer para aprofundar as suas pesquisas escolares, bem como um ponto de encontro com outros jovens. Assim nasceu o grupo de jovens, que acabou por "beber" do carisma consolatino, e agora desempenha um papel significativo na paróquia.



Fundação                                                                                


A 7 de Julho de 1964 a casa de Vilanculos é aberta pelo padre Osvaldo Peresini. Inicialmente funcionava como casa de férias e, por isso, era assistida pela missão de Mapinhane, criada no ano de 1946.
Com a guerra, os padres de Mapinhane tiveram de abandonar a missão e refugiaram-se na casa de Vilanculos. Assim, a partir de 1984, as "posições das missões invertem-se", ou seja, passa a ser a missão de Mapinhane assistida por Vilanculos.


Programa pastoral-actividades                             


- visita às comunidades (67 comunidades em 2 paróquias- Vilanculos e Mapinhane);
- catequeses;
- pastoral do turismo;
-pastoral dos presidiários;
-pastoral da saúde;
-pastoral universitária;
- diversos retiros;
- Diversos grupos: Infância-Missionária, Adolescentes, Jovens, Equipa de Casais de Nossa Senhora;
- Animação missionária vocacional;
- Biblioteca;
-Explicações a alunos do secundário;
-Aulas de informática;
-Aulas de guitarra;
- gestão nas escolinhas (8);
- actividades de agro-pecuária.


Equipa Missionária                                                           


A equipa missionária de Vilanculos é composta pelo Pe. Claude Morneau– superior da comunidade –, Pe. Jorge Guilherme – pároco -, pelo Pe. Fábio Malesa – administrador – e pelas voluntárias da Consolata Carina Brito e Filipa Carvalho.