Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

Cheias Devastam centro de Moçambique

Cheias Moçambique2Província da Beira profundamente atingida pelo ciclone IDAI

Um elevado número de pessoas está em situação desesperada e a lutar para sobreviver. As próximas horas serão críticas para aqueles que esperam ser resgatados em cima de árvores, 

O PAM, que coordena o trabalho das Nações Unidas no terreno, está a usar meios aéreos para levar ajuda humanitária aos moçambicanos presos pelas águas, lançando desde o céu alimentos, água potável e cobertores para que as pessoas possam aguentar mais algum tempo até à chegada das equipas de emergência que tentam resgatar os sobreviventes numa corrida contra o tempo.que devido á subida das águas se transformaram em ilhas.de telhados, ou morros 

São necessários barcos, helicópteros, tendas, água e alimentos para socorrer as populações em perigo, 
Na sede do distrito de Búzi, cerca de dez mil pessoas, incluindo crianças, estão cercadas, enquanto as águas continuam a subir. As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia de Moçambique apontam para que as chuvas continuem a cair com grande intensidade até quinta-feira.
Búzi é neste momento o ponto mais crítico, tendo em conta que há possibilidade do rio Save também vir a transbordar, dificultando o trabalho das equipas de resgate do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (com ajuda de forças da África do Sul) e das organizações não-governamentais que estão no terreno.

A estrada Nacional nº 6, que liga a beira ao resto do país, está partida em vários segmentos impedindo o acesso por terro da ajuda humanitária, bem como a circulação de bens. Todo o país será afectado pelos graves danos ocorridos e consequências que se lhe seguirão

Cheias Moçambique

Os missionários da Consolata não possuem missões na Beira e rezam por todos os que lutam pela vida e também poraqueles que perderam os seus familiares.

Em Tete, uma das regiões atingidas por fortes chuvas e onde estão presentes os missionários da Consolata,  a situação é preocupante mas as atenções estão prioritariamente voltadas para aqueles que mais sofrem.

No Norte da provinvia de Inhambane os Missionários sofreram prejuizos na salina que exploram junto ao Save e acompanham compreocupação a subida do nível das águas do rio Save