Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

Laulane Acolhe Simpósio Missionário da Família Consolata em Moçambique

LaulaneRealizou-se no Centro de Espiritualidade e Missão de São Paulo, em Laulane-Maputo um Simpósio Missionário sobre o tema: Muranga’a II: a metodologia da missão hoje.

O encontro teve como objectivo visualizar novas linhas da metodologia para a missão hoje, à luz das orientações metodológicas da Conferência Missionária de Muranga’a: Conhecer as orientações, identificar as convergências, as divergências e reflectir, à luz do carisma missionário consolatino.
No Simpósio participaram representantes da família Consolata em Moçambique: Missionários e Missionárias e leigos da Consolata e representantes das duas congregações religiosas moçambicanas que foram fundadas pelos/as missionários/as da Consolata em Moçambique: As Irmãs da Imaculada Conceição (Diocesanas de Lichinga) e as Filhas do Coração Imaculado de Maria (Diocesanas de Pemba). No último dia participou também um grupo de seminaristas da Consolata do seminário da Matola e jovens aspirantes das Missionárias da Consolata. Representando a Direcção Geral das Missionárias da Consolata, participou a Irmã Generosa, Conselheira Geral.
A aproximação à metodologia missionária e a mensagem dos nossos missionários e missionárias em África, de modo particular as beatas Irene Stefani e Leonella Sgorbatti, para o futuro da missão com a leitura dos eventos/acontecimentos de hoje em Moçambique, foram os aspetos focalizados e aprofundados com paixão missionária, entusiasmo e espírito de família.
Fazendo memória da Conferência Missionária de Murang’a
A Conferência de Murang’a (Quénia), no ano 1904, inaugurou uma série de conferências anuais sobre a procura e actualização de um método missionário capaz de equilibrar e harmonizar as exigências do trabalho missionário com a vida religiosa e comunitária.
O método missionário que foi consagrado na Conferência Missionária de Muranga faz parte do DNA do estilo Consolatino de ser missionário e fazer missão: catequese, formação dos catequistas, escolas, visitas às aldeias, centro de saúde na missão, formação ambiente.
A novidade do método pastoral adoptado pelos missionários da Consolata divergia substancialmente daquele que era usado por outras congregações porque não se limitava, como gostava de recordar o Beato José Allamano, Fundador dos Missionários/as da Consolata, a “agir sobre poucos indivíduos mas sobre as massas, começando a incutir nelas as noções fundamentais de teologia natural”.
Laulane2O método missionário Consolatino hoje
Constatámos que na nossa acção missionária em Moçambique vivemos os quatro princípios da Conferência de Murang’a que ainda hoje consideramos válidos: visita às famílias (às comunidades cristãs, formação dos catequistas, escola e saúde, formação do ambiente (promoção humana). Porém, temos necessidade de reavivar o espírito com que agimos, a fim que a nossa ação se torne verdadeiramente num instrumento do encontro de Deus com cada um de nós.
Muitos dos nossos missionários e missionárias da Consolata em Moçambique, recordados durante este Simpósio, com os seus dons e empenho souberam fazer própria esta metodologia missionária, chegando à heroicidade e evidenciando o rosto masculino e feminino do nosso carisma de Consolação.
Seguindo o exemplo dos nossos missionários e missionárias que gastaram a vida pela missão, e na sequência das Conferências de Murang’a e dos Capítulos Gerais, os participantes no Simpósio Missionário, reafirmam com força o essencial da nossa vida e da nossa identidade: somos para a missão Ad Gentes que é ad extraad vitamad pauperes. Esta é a única razão da nossa vida e da nossa vocação no interior da Igreja.