Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

Em memória do Padre Artur Marques (1936-2018), Missionário da Consolata

Padre Artur MarquesEm memória do Padre Artur Marques (1936-2018)

Deus chamou o nosso caro Padre Artur Marques. Depois de uma longa paixão que durou mais de 5 meses, esperávamos a sua recuperação, mas Deus deu-lhe o prémio da Páscoa sem fim. Agradecemos a Deus o dom da vida do P. Artur, a graça de podermos ter partilhado com ele a nossa vida e obra que ele foi realizando ao longo de mais de 50 anos de vida missionária em Moçambique.
A tristeza dos que o conheceram e estimaram limitam as palavras. O Padre Artur, foi um exemplo de fé, caridade e trabalho.

No passado dia 22 de Janeiro, próximo de Quissico, província de Inhambane, o carro onde viajava o Padre Artur Marques, teve um acidente e ele ficou ferido. Depois dos primeiros socorros no hospital de Inhambane, foi transferido no dia 25 de Janeiro para o Hospital Central de Maputo. No dia 8 de Março é transferido para Portugal e internado no Hospital Santa Maria, em Lisboa. Depois de algumas semanas em estado de coma, retoma a consciência no dia 30 de Março. A sua recuperação física é lenta, mas progressiva.
De modo inesperado, faleceu ontem m Lisboa no início da tarde, no hospital onde estava internado.
Padre Artur acreditou e trabalhou. Em tudo amou e serviu.
Peçamos as bênçãos e a consolação de Deus a todos os familiares, amigos e a todos que sentem a partida deste nosso querido irmão.
Dai-lhe Senhor o eterno descanso.

Nasceu em Portugal,  na Caranguejeira-Leiria, a 10 de Outubro de 1936. Entrou no Instituto Missões Consolata a 18 de Outubro de 1948 e emitiu a primeira profissão a 2 de Outubro de 1957. Foi ordenado sacerdote a 30 de Março de 1963. Depois de dois anos em Portugal, como professor e formador no Seminário de Vila Nova de Poiares, parte para Moçambique onde chega a 16 de Outubro de 1965. O Padre Artur viveu toda a sua vida missionária em Moçambique, 52 anos, dando o seu melhor ao serviço da missão. Começou por trabalhar na diocese de Inhambane, na Missão de Mapinhane, da qual foi nomeado superior a 22 de Março de 1968. A 28 de Agosto de 1972 foi nomeado superior da Paróquia de Vilanculos. A 7 de Setembro de 1973 foi transferido para a arquidiocese de Lourenço Marques, actual Maputo, e nomeado pároco da Paróquia da Sagrada Família da Machava (1973-1976). A 31 de Agosto de 1976 foi nomeado superior da Missão de Nova Mambone (1976-1982), na diocese de Inhambane e em 1982  nomeado pároco de Massinga (1982-1997), sempre na diocese de Inhambane. A 1 de Agosto de 1987 foi transferido para a arquidiocese de Nampula para assumir a reitoria do seminário inter-diocesano para formar seminaristas das dioceses de Nampula, Lichinga, Pemba e de Nacala. A 20 de Dezembro de 1998 regressa á diocese de Inhambane e é nomeado pároco da Massinga. A 20 de Junho de 2002 é transferido para Maputo, onde desempenha o cargo de superior regional dos Missionários da Consolata (2002-2008). De 2008 a 2010 é superior da Casa Regional dos Missionários da Consolata em Maputo. Em 2010 regressa a diocese de Inhambane, sendo nomeado para a Paróquia de Nova Mambone.