Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

Seminaristas moçambicanos da Consolata de férias em Moçambique
Seminaristas moçambicanos da Consolata de férias em Moçambique IMG 20170718 WA0007

Já chegaram a Moçambique os três professos missionários da Consolata moçambicanos que emitiram a sua profissão religiosa no passado dia 8 de Julho em Sagana, no Quénia.
Trata-se do Quilton Armandinho, de Nampula, do Juma Mário, de Monapo-Nampula e do Paulo Bambo, de Guiúa-Inhambane.
Depois de um período de férias junto das suas famílias, estes jovens missionários da Consolata continuarão os seus estudos teológicos fora de Moçambique. O Quilton foi destinado ao Seminário Teológico de Bogotá, na Colômbia, o Juma Mário para o Seminrário Teológico de Merrivale-Durban, África do Sul e o Paulo Bambo para o Seminário Teológico de São Paulo, no Brasil.
Continuar...
 
Falecimento do Irmão Hugo Versino, Missionário da Consolata

obtitoFalecimento do Irmão Hugo Versino, Missionário da Consolata que trabalhou muitos anos no Niassa

Morreu hoje, dia 11 de Julho, pelas 13h00, em Alpignano o Irmão Hugo Versino, missionário da Consolata com 98 anos de idade.

O Irmão Hugo e trabalhou durante muitos anos em Moçambique, no Niassa.  Nasceu em Coazze-Torino (Itália) a 11 de Novembro de 1918. Entrou no Instituto Missões Consolata em Setembro de 1936 e fez a primeira Profissão Religiosa a 2 de Outubro de 1939.  Foi destinado às missões de Moçambique onde chegou no dia 14 de Junho de 1947. Mestre de carpintaria e professor de desenho, trabalhou na Diocese de Vila Cabral-Lichinga, na Missão de Mitúcue (1947-1949), na Missão de Marere-Nampula (1949-1950), Missão de Mitúcue (1950-1951) e na Missão de Massangulo (1951-1979). A 13 de Dezembro de 1979 regressa a Itália e é destinado a Alpignano para trabalhar na cooperação missionária. Regressou a Moçambique a 16 de Abril de 1986 com destinação a Nzinje-Lichinga (1986-1998). Em Lichinga organizou a carpintaria e a escola anexa. Por motivos de saúde regressou a Itália em 1998. Era um missionário excepcional e um profissional muito qualificado. Formou centenas de alunos na arte do desenho e da carpintaria, sobretudo na Missão de Massangulo, para a qual contribuiu com a sua arte e engenho em inúmeras construções e na escola de artes e ofícios.

Continuar...
 
Missão de Santa Isabel de Guiúa-Inhambane celebra a festa da sua padroeira.

Santa Isabel3Este domingo a Missão de Santa Isabel, rainha de Portugal, celebrou a festa da sua padroeira.

Os fiéis das comunidades cristãs (capelas) desta paróquia da Diocese de Inhambane acorreram em grande número. A Eucaristia da Festa foi presidida pelo Padre Gabriel Casadei, Missionário da Consolata italiano, novo pároco do Guiúa. Na homilia, Padre Gabriel, recordou Santa Isabel como mulher da paz e reconciliadora de conflictos. Apelou a que todos, sobretudo Às mães e esposas, sejam instrumentos de paz na reconciliação no interior das famílias e no seio da sociedade moçambicana.
Depois da Missa, seguiu-se a imponente procissão com o andor da imagem de Santa Isabel que percorreu as principais artérias do Centro Catequético do Guiúa. Cantando e rezando, os católicos de Guiúa agradeceram a presença protectora da sua padroeira.
Continuar...
 
Missão de Massangulo: Peregrinação diocesana no Santuário dedicado a Nossa Senhora da Consolata

IMG 20170710 WA0003Na última semana de Junho, realizou-se a tradicional peregrinação diocesana ao Santuário de Nossa Senhora da Consolata de Massangulo.

Estiveram presentes peregrinos das missões e paróquias da Diocese de Lichinga com os respectivas equipas missionárias. 
A peregrinação foi presidida pelo Bispo diocesano, Dom Atanásio Canira, Bispo de Lichinga que presidiu também à Eucaristia da Festa. Concelebrou um bom grupo de sacerdotes, missionários da Consolata e sacerdotes diocesanos. 
Seguiu-se a procissão com o andor de Nossa Senhora da Consolata pela avenida principal da Missão.

A peregrinação terminou com a bênção solene a que se seguiu um almoço partilhado.

Continuar...
 
Antiga Missão de Miruru volta a Celebrar a Eucaristia
Miruru 02Depois de décadas de abandono os Missionários da Consolata voltam a celebrar Missa em Miruru

A antiga Missão de São Pedro Claver de Miruru situa-se na parte mais ocidental de Moçambique, a poucos quilómetros da fronteira da Zâmbia, num dos locais mais longínquos dos distritos da Marávia e Zumbo, na Diocese de Tete.
Os Missionários da Consolata, a partir de Fingoè, retomaram as visitas pastorais na região de Miruru. Percorrem quase 300 quilómetros para lá chegar. A viagem é uma aventura que obriga a percorrer montes e vales, atravessar florestas, rios, pântanos e areais. Miruru 01

Recentemente, os Padres Carlo Biella e Franco Gioda, visitaram a Missão de Miruru e as comunidades vizinhas para celebrar os sacramentos - eucaristia, baptismos e casamentos - e encontrar as comunidades e os catequistas para momentos de formação e programação.

O momento alto da visita foi a celebração da Missa no interior da imponente igreja de Miruru. Dos edifícios da Missão, todos em ruínas, a igreja da qual só restaram as paredes, é o único edifício que ficou de pé. Há décadas que não se celebrava uma celebração litúrgica no seu interior.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>