Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

Diocese de Inhambane Publica Site dedicado ao Processo da Causa de Beatificação Canonização de Luisa Mafu e Companheiros, Mártires de Guiúa

No dia da abertura oficial do Processo da Causa de Canonização de Luisa Mafu e Companheiros, Mártires de Guiúa, a Diocese de Inhambane, e o postulador da causa dos Mártires apresentam ao público um site dedicado à divulgação desta causa, com o objectivo de partilhar as informações disponíveis e estimular a que quem possua quaisquer inforações as possa também apresentar. Para aceder ao site, clique no link que abaixo se apresenta

 

www.martires.centroguiua.com

 
Catequistas Mártires do Guiúa: 25 Anos do massacre

Evocam-se hoje os 25 anos passados sobre o massacre dos catequistas Mártires de Guiúa.

O processo canónico de Beatificação e Canonização destes mártires irá ter início no próximo sábado em Moçambique.

Os 23 Mártires do Guiúa são homens, mulheres e crianças, que foram mortos quando se encontravam  no Centro Catequético do Guiúa, na Diocese de Inhambane,  para participarem num curso de formação de longa duração  para famílias de catequistas.

Foi no dia 22 de março de 1992 que foram mortos. Decorriam os últimos meses de uma guerra fratricida que devastava Moçambique e, ironicamente, esboçavam-se os primeiros sinais da vontade de reconciliação nacional.

O país tentava emergir de um longo período de conflito, de trevas e  provações. Confiante de que as conversações em curso em Roma para alcançar a paz iriam pôr fim à guerra, a diocese de Inhambane decidiu reabrir o Centro Catequético do Guiúa para a formação de famílias de catequistas.

Três dezenas de  pessoas escolhidas em diferentes missões acabavam de chegar quando na madrugada de 22 de março de 1992 um grupo de  homens armados atacou o Centro Catequético e raptou a maior parte das famílias. Enquanto prosseguiam a marcha rumo à base dos seus raptores, um grupo destes 23 catequistas e familiares foram brutalmente chacinados à            baioneta.

A missão destes catequistas mártires, abruptamente interrompida em 22 de março de 1992, continua viva. A sua memória e o seu exemplo ecoam ainda e sempre no silêncio da brisa eterna da  colina do Guiúa.

O cemitério onde estão sepultados é um lugar de romagem de centenas de cristãos ao longo do ano.

Os católicos têm grande veneração por estes seus irmãos que consideram “mártires”. Ainda não são reconhecidos pela Igreja como santos nem como beatos. A Diocese de Inhambane está a  organizar-se para alcançar este objetivo. No próximo dia 25 de Março iniciar-se-á o processo canónico para o reconhecimento do seu martírio e santidade por parte da  Santa Sé.Capulana 3

 

 

Continuar...
 
Salina de Batanhe Centraliza Formação no distrito de Govuro

Formação março 1Missionários da Consolata Empenhados na Formação e na Aposta do Sal de Qualidade.

No âmbito de uma visita interministerial do governo, a salina de Nova Mambone, acolheu uma acção de formação.

A formação, conduzida por membros da administração central, incidiu sobre a iodização do sal e nela participaram funcionários das salinas do Govuro. A salina dos Missionários é responsável pela extração de sal grosso, o "Sal do Índico" e Flor de Sal, "Flor do Índico", distinguiu-se este ano como uma das 100 melhores empresas e a melhor em inclusão e Agro-negócio.

 

 

 

Continuar...
 
Casal de Leigos Missionários da Consolata Chega a Moçambique

IMG-20170313-WA0002

Luís Filipe Montoya e Ana Maria Garcia chegaram da Colombia na passada sexta-feira, dia 10 de Março.

Os jovens, recém casados, estão destinados a trabalhar com os Missionários da Consolata na Missão de Nova Mambone, na Diocese de Inhambane, por um período de 3 anos. 
Luís Filipe, já havia trabalhado três anos (2014-2016) em Cuamba, na Diocese de Lichinga, com os Missionários da Consolata.
Em Dezembro regressou à Colômbia para o casamento com a sua noiva, Ana Maria, e agora volta já casado. Ana Maria é também ela Leiga Missionária da Consolata. Depois de um período de inserção, para fazer a documentação e estudo da língua no Centro de Laulane, o casal partirá para Nova Mambone em meados de Abril onde se inserirá nas actividades sócio-pastorais da paróquia.

 

Continuar...
 
Anúncio da abertura do processo de Canonização dos Mártires de Guiúa

MartiresNo próximo dia 25 de Março, terá lugar a abertura oficial do Processo da Causa de Canonização dos Servos de Deus Luisa  Mafu e Companheiros, Mártires de Guiúa.

Neste processo estão implicadas todas as instâncias da Diocese de Inhambane desde logo, o seu  Bispo, passando pelos sacerdotes diocesanos, congregações religiosas, as paróquias e as comunidades cristãs.

Os Missionários da Consolata estão desde a primeira hora envolvidos directamente neste processo, que tem como promotor a Diocese de Inhambane.

O Superior Regional dos Missionários da Consolata em Moçambique, Padre Diamantino Antunes, que é também Postulador da Causa de Canonização dos Mártires do Guiúa, em circular escrita aos missionários da consolata informa sobre os detalhes do processo (ver em testemunhos)

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>