Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

FELIZ ANO NOVO 2018

OS MISSIONÁRIOS DA CONSOLATA DESEJAM A TODOS

UM

 

FELIZ ANO

 

 

2018

 

 

Agradecemos todas as Graças recebidas no último ano.

Celebramos a alegria de caminharmos juntos com o os nossos amigos
e benfeitores no anúncio da Palavra de Jesus Cristo
e levando a Consolação de Maria Consolata àqueles que mais precisam

Imagem1

 
Missão de Fingoé Promove o Desporto Juvenil

Futebol 1O padre Franco Gioda, missionário da Consolata veterano em Moçambique promove o desporto nas Missões,

O P. Franco é apaixonado pela missão. E tem também um fraquinho pelo futebol. Sempre que pode, não perde um relato no rádio. É um ferranho "tiffoso"  da Juventus de Turim de onde é natural.

Nas terras da Maravia, na diocese de Tete, onde trabalha com paixão e dedicação no anúncio da Palavra de Deus e na fundação de novas comunidades cristãs, encontra sempre tempo e ânimo para motivar a juventude para a prática do desporto.

Em cada aldeia vai surgindo um campo e uma equipa de futebol.  Só faltavam o equipamento oficial e as bolas. A esta necessidade provê o Padre Franco. Tendo recebido vários conjuntos de equipamentos desportivos da Juventus de Itália, é com alegria que os distribui pelas equipas mais disciplinadas e motivadas.

A última equipa a receber o equipamento novinho em folha, igual ao usado por craques juventinos como Buffon, Chiellini e Iguain, foi a equipa da aldeia de Nhauseula, da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus de Uncanha.

O campeonado de Tete está lançado. Não faltam os jogaores nem os adeptos, nem mesmo os treinadores, P. Franco e P. Leonel, missionários da Consolata,

Continuar...
 
Padre José Neves celebra 80 anos de vida

IMG 20171228 WA0003

No dia 27 de Dezembro, Missionários da Consolata de Lichinga organizaram uma festa para o Padre Neves.

Foi celebrada Missa de acção de graças às 18.00 seguida de jantar de onde não faltou o tradicional corte do bolo. Participaram paroquianos, amigos da Consolata e equipa missionária. Agradecemos ao Padre Neves o bom exemplo que nos dá e a vontade férrea de ser sempre missionário. Justo, simples e feliz, AD MULTOS ANNOSO

Padre José Torres Neves, nasceu em Portugal, em Meimoa-Penamacor. Ingressou nos Missionários da Consolata muito jovem, decidido a servir a Deus e os irmãos. Foi ordenado sacerdote em finais de 1963. Missionário em Portugal e na Argentina, partiu para Moçambique em 1989. Depois de uma breve experiência missionária no Maputo, foi destinado para o Niassa em 1990. è na diocese de Lichinga que tem trabalhado até hoje, nas missões de Metangula, Nzinje, Majune, Mecanhelas e Cuamba.

Continuar...
 
SANTO NATAL E FELIZ ANO NOVO

São os votos dos Missionários da Consolata de Moçambique e Angola

Presépio 2017
É Natal, tempo de preparação e espera, tempo de festa pelo nascimento de um menino que se fez homem por nós e para a nossa salvação. Tempo de balanço por mais um ano que se encerra, cheio de trabalhos, preocupações e também consolações. Também tempo de começo. Novos sonhos, novos projectos.
A certeza de que existem muitos amigos que nos acompanham, dentro e fora de Moçambique e Angola, é uma força e companhia na missão que abraçamos.
Que Nossa Senhora da Consolata esteja sempre presente nos nossos corações e nos acompanhe em todos os caminhos.
 
Consolata: Semear as Terras da Missão

Mambone terra3Início das chuvas marca início de sementeira nas terras do distrito de Govuro, no norte da Província de Inhambane.

Plantar nesta época significa alimento para os próximo ano, numa região onde as chuvas são incertas. Algumas famílias, sobretudo idosos e carenciados, batem à porta dos Missionários da Consolata da Missão do Sagrado Coração de Jesus de Nova Mambone a pedir ajuda. Pretendem cultivar um pedaço de terra, mas não têm terreno próximo das suas casas para cultivar.
Para responder a estas necessidades, os missionários disponibilizam parcelas de terra no terreno da missão, em Doane. Assim, dezenas de famílias podem semear milho, mapira ou feijão. Todos os dias, logo cedo, o tractor da missão começa a lavrar a terra que vai ser cultivada por estas famílias que suspiram de alívio e manifestam a sua satisfação.
Como contrapartida, depois da venda do seu produto da colheita, é oferecida alguma ajuda à missão para pagar os gastos do tractorista e combustível utilizado na lavra dos campos. Aos que têm uma boa colheita proporciona-se a felicidade do Natal vendo crescer a germinar as suas sementeiras e a segurança de que nos meses seguintes haverá alimento. Algumas famílias porém, no final não conseguem dar nada…mas a missão cada ano, fecha os olhos e abre o coração.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>