Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

Massangulo: Semana Santa

MassanguloSS 4 3Jornada dos Jovens e Início na Semana Santa no Santuário de Masangulo 

Em Massangulo, na diocese de Lichinga o início das celebrações da Semana Santa, com o domingo de ramos, foi precedido de uma jornada de juventude que teve lugar no sábado.Massangulo SS 2

Foi umaocasião para reflectir com os jovens sobre a Mensagem do Papa Francisco por ocasião da Jornada dos Jovens. Os jovens da Paróquia de Massangulo, na diocese de Lichinga, subiram a monte Massangulo em peregrinação. Durante a escalada da montanha foram recordando a paixão de Jesus meditando as estações da Via-Sacra. No topo do monte, contemplando um horizonte magnífico, leram e meditaram a mensagem do Papa Francisco para a jornada da Juventude. Depois foi celebrada a Eucaristia, presidida pelo Padre João Nascimento.

No domingo, a celebração, à semelhança de tantas outras paróquias, começou, com uma procissão em que foram benzidos ramos de palmeira, recordando a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém, pouco dias antes de ser condenado à morte. A população, adultis, crianças e jovens, participou de forma empenhada na “Semana Maior” dos cristãos, que evoca a  Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus, um acontecimento que é o “coração” da fé cristã.

Continuar...
 
Paróquia de Vilankulos: Início na Semana Santa

VK SSInício na Semana Santa, coração do Ano Cristão 

As comunidades cristãs em Moçambique e Angola confiadas aos Missionários da Consolata celebraram no passado Domingo de Ramos, dia 25 de Março, e entraram na Semana Santa. Evocando a entrada de Jesus em Jerusalém e a sua paixão. Esta é a “Semana Maior” dos cristãos, que evoca a  Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus, um acontecimento que é o “coração” da fé cristã.
Assim  está a ser na província de Inhambane. Em Vilankulos um longa procissão que atravessou a artéria principal da vila. Os cristãos procuraram recriar o abiente de festa vivido em Jerusalém naquele domingo de ramos, numa autentica celebração a que nem falou o burro que transportava Jesus Cristo.

A celebração do Domingo de começou, com uma procissão em que foram benzidos ramos de palmeira, recordando a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém, pouco dias antes de ser condenado à morte.

Continuar...
 
Missionários da Consolata de Fingoè inauguram um lar para Estudantes da Escola Secundária

FingoeLar de Estudantes da Paróquia de Fingoè promove ensino de qualidade, acolhimento digno a estudantes

 O Instituto dos Missionários da Consolata, pretende com esta obra educativa constituir uma ligação de continuidade e qualidade entre o ensino primário e o secundário, de modo a grantir continuação e a qualidade da educação, dando  assim resposta à necessidade sentida pelas comunidades: ensino de qualidade, acolhimento digno, acompanhamento escolar e formação humana dos alunos das aldeias mais distantes.

Perante esta necessidade, e após solicitação da comunidade e autoridades administrativas, a Paróquia de Nossa Senhora da Consolata de Fingoè, construiu em 2017, com o apoio da organização espanhola Manos Unidas, um lar para alunos na proximidade da escola. É um lugar de residência, estudo e formação acompanhado pelos missionários.

 Neste novo ano escolar, que teve inicio  recentemente, os primeiros alunos já estão hospedados na nova estrutura de acolhimento recentemente inaugurada.

O edifício principal tem 2 quartos-camaratas, com a capacidade para alojar um total de 40 alunos: uma sala para arrecadações; um alpendre que serve de lugar de estudo e refeitório, 1 cozinha, casas de banho e uma lavandaria.

Continuar...
 
XXVIª Peregrinação Diocesana ao Santuário de Maria Rainha dos Mártires, de Guiúa-Inhambane

PGQuinta peregrinação anual ao Santuário Diocesano de Guiúa-Inhambane, dedicado a Maria, Rainha dos Mártires, realizou-se a 17 e 18 de Março.

Os peregrinos começaram a chegar no sábado, dia 17 de Março, pela manhã ao Centro do Guiúa, onde foram acolhidos. Vieram em grande número, de longe e de perto. Dezenas de carros e meios de transporte públicos afluíram ao Guiúa pela estreita picada trazendo fiéis de todas as paróquias da diocese, de Zandamela até ao Save, do interior e do litoral. Alguns, vieram a pé em peregrinação, rezando e cantando durante a marcha. Movidos pela fé, pela devoção à Virgem Maria e pelo respeito ao testemunho de fé dos Servos de Deus catequistas do Guiúa. Após o almoço, os peregrinos dirigiram-se para o lugar onde, há 26 anos, foram assassinados os catequistas e suas famílias. Uma verdadeira multidão percorreu a pé, juntamente com o seu Bispo, os cerca de 3 quilómetros, que distam do Guiúa ao local do massacre. Aí chegados, todos se reuniram em torno das cruzes que, no meio do nada, registam os nomes dos mártires assinalando um campo de morte para sempre tingido com o sangue do martírio.PG 03Houve um tempo de silêncio e oração e também de recordação dos Servos de Deus, exemplos de coragem por terem abraçado um caminho de paz em tempo de guerra. Rezou-se o terço e recordou-se a paixão e morte de Jesus com a Via Sacra. Durante toda a celebração choveu intensamente. Ninguém arredou pé, firmes na devoção e cientes de que aquela chuva era uma bênção mais do que uma arrelia. Depois do regresso ao Guiúa todos convergiram para o Cemitério dos Mártires para mais um momento de oração. Recitou-se o terço e depois houve procissão com a imagem de Nossa Senhora, Rainha dos Mártires, até à igreja paroquial para uma oração conclusiva.Durante a noite houve adoração eucarística que se organizou em turnos, por paróquias.À noite, os jovens se deslocaram ao lugar do martírio onde realizaram uma vigília de oração dinamizada pela comissão diocesana da Juventude.
No domingo, mais peregrinos acorreram ao Guiúa. Cerca de três mil na celebração eucarística, presidida pelo Bispo de Inhambane e concelebrada por mais de três dezenas de padres da Diocese. Antes da Santa Missa, muitos peregrinos tiveram oportunidade de se confessare e fazerem romagem à campa dos Servos de Deus, no cemitério do Guiúa. Na homília, D. Adriano Langa, partindo da liturgia da PG 0Palavra do Quinto Domingo da Quaresma, falou da Nova Aliança gravada dentro do coração de cada homem, uma força que leva a fazer o bem. Neste contexto, destacou o testemunho cristão dos Servos de Deus catequistas de Guiúa, enquanto modelos de vida cristã, evangelizadores em vida e depois da morte: Quando davam catequese, quando presidiam às celebrações e devoções, eles estavam a “gravar” a lei de Deus nos corações dos homens. Eles vieram aqui para melhorar a maneira de semear e gravar a lei de Deus. Apesar da morte violenta que eles sofreram, não ficaram apagados nem foram silenciados, mas, pelo contrário, eles ganharam ainda mais força e continuam e continuarão a “gravar” a lei e difundir o amor de Deus no mundo, ainda melhor do que quando estavam vivos.
A Eucaristia conclusiva da peregrinação foi animada pelo coro diocesano e activamente participada.

Continuar...
 
Ordenação sacerdotal na Missão de Nova Mambone

PalotinoMissionário da Palotino, diácono Gildo Bumane Naene, ordenado sacerdote na Paróquia do Sagrado Coração de Jesus de Nova mambone, Diocese de Inhambane.

Foi um acontecimento religioso e festivo que mobilizou as comunidades cristãs da Paróquia de Nova Mambone, que muito colaboraram na organização e dinamização da liturgia e do acolhimento. A celebração decorreu ao aberto, no pavilhão de desportos da Escola Secundária local, e foi muito participada.
O diácono Gildo entrou na Ordem dos Presbíteros pela imposição das mãos e pela oração do Bispo de Inhambane, Dom Adriano Langa, que presidiu à celebração eucarística. Concelebraram Missionários da Consolata, Palotinos e alguns sacerdotes diocesanos.

 

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>