Portuguese English Italian Spanish

Icon testemunhos

icon publica

ICON IMC90

Icons left ANUARIO

Missionários da Consolata
Missão de Liqueleva dinamiza Actividades na Escolinha
Escrito por IMC Moçambique   
Sábado, 29 Abril 2017 22:37

IMG 2416Na escolinha de Liqueleva as crianças apoiam os mais velhos.

Os mais pequenos, acompanhados das suas monitoras e do missionário da Consolata P. Toussaint visitaram uma idosa necessitada a quem deram alguns produtos alimentícios.

 

 

 

 

Continuar...
 
Tete Missionário da Consolata Recupera Paróquia São Paulo
Escrito por IMC Moçambique   
Domingo, 30 Dezembro 2018 15:22

IMG 20180725 094859689Padre Franco Gioda recupera paróquia abandonada há cerca de 40 anos.


​Foi em pleno dia de Natal que o Administrador Apostólico da diocese de Tete, Padre Sandro Faedi IMC, inaugurou  a  Paróquia de São Paulo na cidade de Tete.
Foi celebrada a Eucaristia solene concelebrada pelo Padre Franco Gioda, novo Administrador Paroquial, pelo Padre Rosário Dionísio Reitor do Seminário Propedêutico de São José e pelo Padre José  Alone.
Acorreram muitos fiéis para celebrar o Natal. Depois de 43 anos de encerramento da paróquia de São Paulo volta á Vida.
Na cerimónia litúrgica, o Padre Sandro Faedi, leu o decreto com o qual reabria ao culto a igreja de São Paulo e reactivava a Paróquia:
"​Considerando que no dia 25 de Novembro 1973, o Exmo. Senhor Dom Augusto César Ferreira da Silva,  Bispo de Tete, criava a Paróquia de São Paulo de Tete, com sede na Igreja de São Paulo, sita ao lado do Quartel Militar. Por vicissitudes históricas a Igreja de São Paulo foi nacionalizada ao 13 de Junho 1975 e consequentemente, suspendidos os serviços pastorais paroquiais. Como a Paróquia nunca foi suprimida por nenhum decreto episcopal, tomo a iniciativa de a reabrir ”.
A devolução do edifício religioso e a reabertura da paróquia era já um sonho antigo da diocese de Tete. Para isso, foram feitas inúmeras tentativas para que o Governo moçambicano devolvesse o edifício nacionalizado aquando da independência nacional. No dia 9 de Novembro 2017, depois de várias diligências do Administrador Apostólico que recorreu directamente ao Presidente da República, Filipe Nyussi,  o Ministério da Defesa entregou à Diocese de Tete a Igreja de São Paulo.
Entretanto, a diocese começou, juntamente com a comunidade cristã, o trabalho de reabilitação da igreja que foi entregue em péssimo estado de conservação de muitos anos de abandono. Foi arranjado o telhado, reparadas as rachas nas paredes, colocados os vidros partidos, feita a pintura e decoração do interior da igreja. O edifício voltou à sua beleza original.
Juntamente com os trabalhos de recuperação material, houve um trabalho de sensibilização dos católicos que vivem no bairro de Chingale, e que até agora rezavam na paróquia da Catedral, para se mobilizarem para dar vida e organização pastoral à paróquia de São Paulo. A resposta foi encorajadora e em poucos meses se deu vida à paróquia.
Depois de diálogo com o superior regional dos Missionários da Consolata de Moçambique e aprovação dos membros da Região, em Julho de 2018 o Administrador Apostólico de Tete confiou à cura pastoral dos Missionários da Consolata a Paróquia de São Paulo de Tete. Acolhendo a apresentação do Padre Franco Gioda, manifesta com carta de 22 de Outubro 2018, para os serviços ministeriais na Paróquia de São Paulo; o Administrador Apostólico nomeou-o Administrador Paroquial de São Paulo.   
Com a reabertura da Paróquia de São Paulo, a cidade de Tete, na sua zona central e urbana, fica pastoralmente dividida, como era antes da independência. em três paróquias: São Tiago, São Paulo e São José.

Actualizado em Segunda, 31 Dezembro 2018 13:13
Continuar...
 
Ensino primário moçambicano será ministrado nas 16 línguas nativas a partir de 2017
Escrito por IMC Moçambique   
Sexta, 20 Março 2015 08:29

guiua10-10 073 resize

O Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano de Moçambique anunciou há dois dias que o ensino primário vai usar as 16 línguas nacionais a partir de 2017, ao lado do português, para facilitar o ensino às crianças moçambicanas.

A decisão de introduzir o ensino bilingue nas escolas primárias moçambicanas foi divulgada pela diretora nacional do Ensino Primário, Antuía Soverano, durante o Seminário de Revisão Linguística dos Planos Analíticos do Ensino Bilingue, que está a decorrer na capital moçambicana.
"O ensino primário pode ser lecionado monolingue e também na modalidade bilingue, onde as crianças começam o processo de socialização e aprendizagem na sua língua materna e depois têm a transição para a língua de instrução após consolidarem os conhecimentos e capacidades na sua própria língua", afirmou Soverano, explicando as vantagens da introdução do sistema bilingue.
 

Com a inovação, assinalou a fonte, o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano, pretende melhorar os resultados no ensino primário, promover a interação na escola e agilizar o processo de socialização dos alunos.

Actualizado em Sexta, 20 Março 2015 11:14
Continuar...
 
Os Missionários da Consolata Desejam a todos um Santo Natal
Escrito por IMC Moçambique   
Segunda, 24 Dezembro 2018 15:13
Presep 01
Actualizado em Segunda, 24 Dezembro 2018 15:15
 
Salina dos Missionários da Consolata recebe prémio de Agro negócio
Escrito por IMC Moçambique   
Segunda, 05 Novembro 2018 16:26

Prémio salina Agro NegócioA Salina de Batanhe, dos missionários da Consolata e detentora das marcas Sal do Indico e Flor do Indico - flor de sal -  destacou-se entre 150 candidaturas de empreendedores com iniciativas de agro-negócios, à escala nacional, promovida pela empresa Moz Innovation. 

Do total dos projectos concorrentes, foram seleccionados 16 empreendedores nas categorias Agro-Empreendedor do Ano e Agro-Empreendedor Jovem do Ano, dos quais foram apurados os dois vencedores  que vão representar o país na fase sub-sequente.

As empresas Salina de Batanhe e Danilo & Diogo Agronegócio vão representar o País, no evento mundial  denominado Global Agripreneurs Summit, a ter lugar em Maio de 2019, na Grécia, após terem vencido a 3ª edição nacional da iniciativa Future Agro Challenge (FAC2018), realizada, entre os dias 23 a 25 de Outubro, na cidade de Maputo, com o apoio da Gapi, no âmbito do seu programa de promoção da capacidade inovadora e empreendedora de jovens.

Para Carlos José Osório Marulanda, representante da empresa Salina de Batanhe, que venceu na categoria de Agro-empreendedor do ano, a escolha do processamento do sal com iodo, deriva da grande procura que este produto tem, daí que “procuramos aumentar o volume de negócios para gerar mais empregos e evitar a migração da população jovem que procura empregos noutros pontos do país”.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL